PETAR - Trilhas e Trekking

Petar (Parque Estadual do Alto da Ribeiro) fica localizado no Sul do Estado de São Paulo, nos municípios de Apiaí e Iporanga. É uma das maiores extensões de mata atlântica preservadas do Brasil e guardião de mais de 350 cavernas sem contar as inúmeras cachoeiras. São mais de 36.000 hectares cobertos de muita adrenalina, emoção e descobertas. É realmente um paraíso. 

      
As atividades são bem variadas como: trilhas, banhos de cachoeiras, descer o rio de boia cross (esse não pode faltar), almoçar na pousada do seu Abílio e claro Explorar Cavernas. Já visitou uma caverna? Então você tem que visitar, a experiência é simplesmente animal e mesmo que já tenha visitado, posso dizer sem sombra de dúvidas que você vai se surpreender, algumas cavernas contam com cachoeiras internas, morcegos (calma eles não mordem, pelo menos não mordeu a gente), muitas escaladas nos desmoronamentos sísmicos, rios, lagoas, estalactites, estalagmites e um silêncio ensurdecedor.




Tudo pode ser feito pela internet e telefone, tem pra todos os gostos, camping, pousadas, cidades próximas com hotéis e restaurantes. Nós ficamos 2 dias em um camping Camping do Dema e 1 dia em uma pousada “Pousada jaguatirica” (não encontrei o site e nem facebook), o camping era bem ajeitado, contava com uma estrutura bem legal, com cozinha, banheiros com água quente e alguns lugares com pontos de tomadas, na pousada tudo era bem simples e aconchegante, no nosso quarto tinha dois beliches, banheiros super limpos com chuveiro e água quente, tomadas para carregar ás maquinas fotográficas e celulares, nenhum dos dois lugares serviam café da manhã, mais bem ao lado tinha a pousada do seu Abílio, lá sim, servia café da manhã, almoço e janta, mais tem que avisar com um dia de antecedência pra eles prepararem as refeições e pode confiar que a comida é muito boa e barata.  Iporanga é uma cidade bem simples e acolhedora, possui apenas uma mercado que aceita cartão (apenas débito) todos os outros lugares só aceitam dinheiro ( pelo menos em Março de 2015 era assim, rs) e pra todas as suas aventuras nos núcleos de preservação você vai precisar de um guia certificado, nós contratamos o Danilo Petar, pode entrar em contato com ele diretamente, super gente fina e manja muito dos lugares.




Lá em Iporanga não se tem muitas coisas para comprar, vimos apenas uma lojinha de suvenirs que fica do lado do posto de guias da cidade, alguns bares (bem simples) e um mercadinho, coloquei mais ou menos quanto gastamos por lá no final do post. Caso não consigam comer na pousada do seu Abílio o mercadinho fica logo em frente a pousada. 

Os núcleos de preservação que nós exploramos foram: Caboclos, Santana e Ouro Grosso, em cada um é uma surpresa diferente, cavernas de todos os tipos e tamanhos, com bicho sem bicho, com cachoeiras sem cachoeiras, com muita água e secas, tem pra todos os gostos. Fora a trilha de 4 horas (núcleo Santana) para descobrir as 2 cachoeiras mais lindas que já vimos, (Cachoeira das Andorinhas e Cachoeira do Beija-Flor)




Pra surpresa de todos olha o que nós gastamos por la:
Guia Danilo: R$ 60,00/dia por pessoa http://www.petardanilo.com.br/
Boia Cross: R$ 30,00 (peça para o Danilo levar)
Café da manhã: R$ 8,00
Almoço self-service: R$ 10,00
Entrada nos núcleos de preservação: R$ 12,00/por pessoa - agora é R$13,00
Pousada Jaguatirica: R$ 25,00/diária por pessoa (não peguei o contato dessa pousada)
Camping  do Dema: R$ 20,00/diária por pessoa (15) 3535-1501 contato@campingdodema.com

Hospedagens em Apiaí pelo AIRBNB

Prepare-se para ralar o joelho e ter muita aventura, o passeio durou cerca de uma hora, e é muito legal compensa cada minuto, nada extremamente radical e muito divertido.

Rio Betary e Boia Cross.


Foto: Danilo Martines

Claro, não poderia faltar os morcegos das cavernas de PETAR

Cavernas e mais cavernas.
Foto: Danilo Martines

Fotos: Danilo Martines


Fotos: Danilo Martines

Gostou? Então nos siga nas redes sociais e nosso canal no youtube. :D 






Próximo
« Post Anterior
Anterior
Próximo »